Feeds:
Posts
Comentários

Archive for outubro \29\UTC 2008

Sonho de consumo

Todo dia voltando da aula eu passo na frente do bar “Arrumadinho”, que fica na esquina da minha casa. Todo dia eu tenho que sentir aquele calorzinho que vem de dentro enquanto eu na rua passando frio – pior é quando chovendo, como hoje. Todo dia eu tenho que olhar pela “vitrine” um monte de gente tomando chopp Brahma e comendo escondidinho.
Toda vez que eu acho que estudando mais do que devia e que preciso dar uma paradinha, já penso: “nãããão, ano que vem sou eu quem tem que estar no bar fazendo inveja em um monte de pessoinhas com suas pastinhas de PVC.”

Anúncios

Read Full Post »

15/09/2008

Deitei no sofá e o relógio correu.
Uma hora, duas horas, três horas? Não sei ao certo.
Tô perdendo a noção de tempo. Parece que meu cérebro não absorve mais nada.
Sabe aquela música “Pennyroyal tea”, do Nirvana? Então, tem uma parte que fala “I’m so tired I can’t sleep“. É isso que ‘tá acontecendo comigo.
Eu sei que já ‘tá enchendo o saco essa minha reclamação, mas é que ‘tá uma bosta tão grande que não tem como eu não falar nada. Mesmo.

Read Full Post »

18

Entrei na “idade adulta” assim, com uma marca da adolescência estampada no meu rosto: uma discreta espinha na ponta do nariz.
Foi o aniversário mais estranho que já tive, o primeiro que passei longe das pessoas que mais amo. Mas eu já ‘tava ciente disso, também tô ciente de que a comemoração vai começar amanhã e se estender até domingo de madrugada (com uma leve pausa sábado de manhã, pra fazer simulado no cursinho). UHUL.
Fora essa parte triste da falta, meu dia foi bom. Começou com ioga e recebi flores da senhora que trabalha aqui em casa e dos meus pais, que me mandaram rosas da floricultura da pracinha do Batel, porque foi de lá que minha mãe recebeu flores do meu pai quando eu nasci. À tarde recebi vários abraços e desejos de felicidade de pessoas mui queridas, inclusive de uma das que eu mais admiro nesse mundo, o professor Yeso.
É, fazer dezoito anos não doeu, porém não foi um orgasmo, como eu achava que seria. Imagina a saudade que vai dar de ir comprar vodka no mercado com aquele prazer de estar burlando a lei misturado com o medo de que te peçam a identidade? Hehehe

Read Full Post »

Geografia

Amor, eu nadaria até o estreito de Dardanelos por ti.

Read Full Post »

Vômito mental

Sinto fome, sono, dor, frio.
Falta de viver.
Minha bunda anda doendo muito, mas não é por causa de nenhuma sem-vergonhice, não. É que eu tenho passado umas 11h por dia sentada, há seis meses.
Tenho praticado ioga às quintas de manhã, ajuda muito. O foda é que eu sou muito perfeccionista, se faço alguma posição errada já fico toda nervosa.
Dia 9 vou fazer 18 anos. O tempo passou voando, mas isso me deixa feliz. Nem tanto pelo fato de eu estar, finalmente, atingindo a maioridade; é que minha família vai estar aqui e eles são responsáveis por uns 70% da minha felicidade (um pouco tem que vir de mim mesma, né?).
Quando essa pressão toda acabar (e com sorte vai acabar só dia 08/12), vou tirar
um dia inteiro pra dormir.
E o pior (ou melhor) de tudo é que sonhei com você, de camisa listrada, nas últimas cinco noites. Nos meus sonhos, você usava óculos.

Read Full Post »

Pressão alta

Não quero que me explique sobre a Revolução Sandinista, sobre foz de rio em delta, Guerra Fria ou o que quer que seja…pega no meu peito e tenta me explicar como meu coração, lento que só ele, acelera ao sentir teu cheiro.

Read Full Post »