Feeds:
Posts
Comentários

Archive for abril \25\UTC 2012

Dor de amor

Deitados à noite você vem, de mansinho, me abraçar. Me viro para poder beijar suas bochechas e milhões de fios de cabelo de minha cabeça ficam presos embaixo de seu ombro esquerdo. Tento me soltar. Alguns voam para a sua boca e sinto o bulbo de muitos outros se despedindo do meu couro cabeludo. Dói. Eu me irrito, você se irrita. Tento fazer carinho em suas pernas com meus pés. O número 37 com as unhas por cortar arranca a casca cor de esmalte rebu, resultado do futebol de sábado de manhã. Dói. Sangra. Eu me irrito, você se irrita. Decidimos dormir separados. Distância. Eu me irrito, você se irrita.
Anúncios

Read Full Post »